Os meus contactos

EMÍLIA MATOS E SILVA

Pintura e Retrato

Óleo, Acrílico, Pastel, Carvão

E-mail:milamatosilva@gmail.com

tlm: 916790023

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015




Alma e Realidade, Duas Paisagens Sobrepostas 



Acrílico s/papel Emília Matos e Silva (300 mm x 230 mm) 25€

"...Todo o estado de alma é uma paisagem. Isto é, todo o estado de alma é não só representável por uma paisagem, mas verdadeiramente uma paisagem. Há em nós um espaço interior onde a matéria da nossa vida física se agita. Assim uma tristeza é um lago morto dentro de nós, uma alegria um dia de sol no nosso espírito. E - mesmo que se não queira admitir que todo o estado de alma é uma paisagem - pode ao menos admitir-se que todo o estado de alma se pode representar por uma paisagem. Se eu disser "Há sol nos meus pensamentos", ninguém compreenderá que os meus pensamentos são tristes."


Fernando Pessoa, in "Cancioneiro"

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015






desenho Emília Matos e Silva (colecção particular)

Grava-me como selo em teu coração,
como selo no teu braço,
porque forte como a morte é o amor,
implacável como o abismo é a paixão;
os seus ardores são chamas de fogo,
são labaredas divinas.

Nem as águas caudalosas conseguirão
apagar o fogo do amor,
nem as torrentes o podem submergir.
Se alguém desse toda a riqueza de sua casa
para comprar o amor,
seria ainda tratado com desprezo.



Cântico dos Cânticos 8, 6 e 7

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015


A ilusão é um erro dos sentidos ou da inteligência que faz tomar a aparência pela realidade.



óleo s/ 3 telas Involvência III Emília Matos e Silva (colecção particular)


A ilusão é um erro dos sentidos ou da inteligência que faz tomar a aparência pela realidade.
A quimera, tanto pode ser um monstro fabuloso formado de diferentes partes de animais, como algo de fantástico em que se toma a fantasia como realidade.
A fantasia tanto pode ser imaginação criadora como ficção.
A realidade é a qualidade do que é real, do que existe de facto.

«Dicionário Prático Ilustrado, Jaime de Séguier, Lello & Irmão, 1955»


Dado que a ilusão é um erro, o certo é deixar de lado as miragens e viver de acordo com o que é real e existe de facto. 

domingo, 1 de fevereiro de 2015





óleo s/tela de Emília Matos e Silva (colecção particular)

Põe-me as mãos nos ombros...


Põe-me as mãos nos ombros...
Beija-me na fronte...
Minha vida é escombros,
A minha alma insonte.

Eu não sei por quê,
Mas desde onde venho,
Sou o ser que vê,
E vê tudo estranho.

Põe a tua mão
Sobre o meu cabelo...
Tudo é ilusão.
Sonhar é sabê-lo.

Fernando Pessoa, in "Cancioneiro"